Fabrício Trindade de Sousa

Home Membros Fabrício Trindade de Sousa


Cadeira nº 09
Tesoureiro
Patrono:

João Antero de Carvalho


Nasceu em Brasília em 20/02/1979. Formado em Direito pela Associação de Ensino Unificado do Distrito Federal (UDF), em 2001, em Administração de Empresas pela Universidade de Brasília (UnB) em 2002, é pós-graduado em Processo Civil pelo ICAT-UDF e em Direito e Processo do Trabalho pelo IESB/DF. É membro do Instituto Brasileiro de Direito Desportivo (IBDD).

É Procurador do Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Brasiliense de Futebol desde 2010. É Auditor do Tribunal Pleno do TJD da Federação Brasiliense de Futebol de Salão desde 2013. Na OAB/DF foi Membro da Comissão de Prerrogativas (2009-2012) e Professor do Curso de Formação e Aperfeiçoamento para Operadores do Direito Desportivo da ESA (2011); Foi Vice-Presidente da Comissão de Direito Desportivo da OAB-DF (2010/2012) e desde 2013 é Secretário Geral da referida comissão.

Foi professor voluntário do Departamento de Direito da Universidade de Brasília (Disciplina: Legislação Social). É autor do livro: “A evolução do futebol e das normas que o regulamentam: aspectos trabalhistas-desportivos” e de diversos artigos em revistas especializadas. Proferiu palestras em várias cidades do Brasil e no exterior. Desde 2013 é membro da Ordem do Mérito de Dom Bosco do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região, no Grau Comendador. É sócio do escritório Amorim Trindade e Paz Advogados.


Patrono:
João Antero de Carvalho

Nascido em 7 de dezembro de 1912, em Fortaleza, filho de José Esperidião de Carvalho e Maria Antero de Carvalho, João Antero chegou ao Rio em companhia dos pais e dos irmãos em 1917, indo morar na Tijuca, tornando-se torcedor do América. Formando-se em Direito, na Universidade do Rio de Janeiro, em 1935, João Antero tornou-se advogado da Sul América Seguros e, posteriormente, ingressou no Ministério Público do Trabalho, chegando ao cargo de procurador-geral, nomeado pelo presidente Juscelino Kubitschek, cumprindo o período de 7 de março de 1956 a 27 de fevereiro de 1961.

Foi o organizador da Procuradoria em Brasília, na fase de transferência da capital federal. Em sequência à função pública, Antero foi advogado e diretor da Cia. Antarctica Paulista, ao tempo em que a empresa era presidida por Walter Belian; consultor jurídico do governo Chagas Freitas e vice-presidente do jornal “O Dia”. Publicou vários livros especializados, entre eles “Questões Administrativas” (1938), “Questões Trabalhistas” (1940), “Questões Judiciárias” (1941), “Aspectos da Sucessão no Direito do Trabalho” (1943), “O Corretor de Seguros e o Agente de Capitalização no Direito do Trabalho” (1944), "Cargos de Direção no Direito do Trabalho” (1944), “Fraude à Lei no Direito do Trabalho” (1945), “Direito do Trabalho Interpretado” (1951), “Direito do Trabalho nos Tribunais” (1952), “Comentários à Jurisprudência Trabalhista” (1953), “Previdência Social – A Lei Orgânica e o Regulamento Geral” (1961), “Trabalho e Previdência” (1961).

Dirigente ativo do América F. C., em 1968, Antero lançou o livro “Torcedores de Ontem e de Hoje”, com cerca de 400 páginas, rapidamente esgotado, enfocando 57 personagens, entre dirigentes, chefes de torcidas, jornalistas, artistas, magistrados, além de gente simples que se tornou conhecida através daquela obra. Vida esportiva e direitos sociais formaram o caldo de cultura que influiu na personalidade de João Antero e plasmaram uma biografia das mais admiráveis. Em 25 de março de 2005, João Antero de Carvalho faleceu, aos 92 anos, no Rio de Janeiro.